Make your own free website on Tripod.com

Alerta: Igreja de Cristo Internacional (I.C.I.)

Ao olharmos de relance a teologia da Igreja de Cristo Internacional(I.C.I.) pensamos tratar-se de um grupo ortodoxo. No entanto quando pesquisamos mais a fundo vemos que algumas doutrinas e práticas por ela esposada são controvertidas e sectárias. A Igreja de Cristo Internacional proclama a si mesma - a "única igreja cristã verdadeira", tal atitude tem levado muitas organizações que pesquisam seitas heréticas a considerarem-na uma seita pseudocristã, além disso, a I.C.I possui muitas das características psicológicas encontradas entre os adeptos de seitas.
Entre outras coisas, ela também:

tem uma atitude de orgulho espiritual e exclusivismo para com as denominações cristãs,

freqüentemente dedica-se a recrutar seus futuros adeptos entre os evangélicos ,

enfatiza exageradamente a questão da autoridade,

emprega um sistema de discipulado controvertido, e

distorce os ensinos bíblicos sobre a graça, batismo e salvação.
Tudo isso tem levado os teólogos, peritos em seitas, assim como muitas organizações cristãs a avisarem sobre o perigo do envolvimento com a I.C.I. .
1.Origem
A I.C.I. é oriunda das Igrejas de Cristo(denominação cristã originada dos "Discípulos de Cristo", grupo formado por Alexander Campbell), mas mesmo com estas não mantém bom relacionamento, se mantendo separada. Os membros da I.C.I acreditam que a designação "Igreja de Cristo" só pode ser aplicado ao grupo deles, visto que na opinião dos mesmos, somente tal movimento é composto de discípulos cristãos. Costumam adotar junto com essa designação, o nome da cidade onde estão localizados, por exemplo: Igreja de Cristo em São Paulo, Igreja de Cristo em Los Angeles;etc. Por considerar-se a "única igreja cristã verdadeira", deduz-se dai que deva existir somente uma igreja em cada cidade. Através de uma lógica preconceituosa afirmam que as outras igrejas só podem estar corretas se estiverem de acordo com as doutrinas e práticas da I.C.I., como isso não acontece, então só a I.C.I. é a igreja correta. Ensinam que a menos que se faça parte da I.C.I., nenhuma pessoa poderá ser salva. Um líder da I.C.I. nos E.U.A. John Causy em uma de suas pregações em novembro de 1996 declarou enfaticamente: "todo mundo precisa ser membro desta igreja se quiserem ir para o céu."
Sabemos que de acordo com a Bíblia, a Igreja é um organismo espiritual, invisível, universal, composta por todos os crentes em Cristo, do mundo todo, de todos os tempos, desde seu início no Pentecostes até consumação dos séculos.(Mateus 16:18; Romanos 10:11-13;I Coríntios 1:2; Efésios 3:21,5:25; Hebreus 12:23;etc) A visão exclusivista e sectária da I.C.I. é uma forte característica de seita herética.

2.Proselitismo
Uma das práticas controvertidas da I.C.I é o proselitismo que fazem incansavelmente entre os universitários. Alguns ex-membros dela, e também peritos em seitas de controle da mente afirmam ser a I.C.I. uma das seitas mais agressivas e manipulativas. Cerca de trinta e nove universidades norte-americanas proibiram os adeptos da I.C.I. de atuarem em seus campus.
O grupo promove também um discipulado manipulativo a ponto de guiar os pensamentos e as ações daqueles que a ele são submetidos.Os discipuladores orientam as decisões dos discípulos em questões secundárias, tais como: "com quem se casar", "em qual universidade estudar", "qual emprego escolher", "o que ler ou não ler",etc. Apesar de afirmarem terem a Bíblia como única regra de fé, na prática a I.C.I. vai além dela, quando os discipuladores passam a dar ordens e estabelecem leis que se chocam com os princípios bíblicos da liberdade cristã.(Veja II Coríntios 1:24; Gálatas 5:1; João 8:32; Romanos 14:4-12; etc) Verdade é que o controle exercido pela I.C.I. é tão intenso entre os seus membros que chegam ao ponto de isolarem alguns deles dos amigos e da família. Além disso, aquilo que é determinado pela seita não pode ser questionado por nenhum membro, ocasionando assim uma verdadeira lavagem cerebral.
3.Distorção da doutrina da graça
A ênfase da I.C.I. sobre o batismo nas águas, tem promovido o ensino antibíblico da regeneração batismal, pervertendo assim o ensino fundamental da graça de Deus(Veja Romanos 11:6; Gálatas 2:16,21). Todos os evangélicos que se unem a I.C.I tem de serem impreterivelmente rebatizados, pois não são considerados cristãos. De acordo com a Bíblia, o batismo é uma obra(Mateus 3:14-15), e boas obras não salvam (Tito 3:5; Efésios 2:8-9).
A guisa de tudo o que vimos,como dar ouvidos para um grupo religioso exclusivista,sectário, autoritário, desequilibrado, manipulador e que apregoa um outro evangelho?

x fechar